O que é infecção do Trato Urinário?

A Infecção do Trato Urinário (ITU) se dá pela presença de colônias bacterianas no trato urinário, causando resposta inflamatória.

A Infecção do Trato Urinário (ITU) se dá pela presença de colônias bacterianas no trato urinário, causando resposta inflamatória. As causas são variáveis e dependem de diversos fatores, incluindo idade e sexo.1

Na infância, esse tipo de infecção está relacionada a malformações do trato urinário (fatores obstrutivos) e, principalmente, refluxo vesico ureteral, quando a urina da bexiga volta ao rim.2 Em meninos de até 2 anos de idade, por exemplo, pode estar relacionada com a presença de fimose.3

Incidência de infecção do trato urinário

Nas mulheres, as infecções do trato urinário são mais frequentes em comparação aos homens.4

Estima-se que cerca de metade das mulheres terão ao menos um episódio de ITU ao longo da vida, especialmente após o início da vida sexual.4

Essas infecções também acontecem durante a gestação, devido às mudanças hormonais e anatômicas.5 Doenças associadas com Diabetes também aumentam a incidência e gravidade das infecções urinárias.6

Quais os principais sintomas?

A maioria dos casos apresenta sintomas de dor ou ardor às micções, urina com odor forte, e coloração mais escura, além de polaciúria (urina várias vezes em pequena quantidade).7 Nos casos mais graves, onde a infecção acomete o rim, pode ocorrer febre, mal-estar geral, prostração, podendo levar à sepse se não tratada a tempo.8 - 9 Porém, há casos pouco sintomáticos ou até assintomáticos, principalmente em idosos.10

Prevenindo as infecções urinárias

Atitudes simples como bons hábitos de higiene e a ingestão abundante de líquidos podem ajudar na prevenção das infecções do trato urinário. Em mulheres, também é importante estar atento à realização de higiene perineal e urinar precocemente após relação sexual como boas opções de prevenção.11

Não reter urina por longos períodos é importante (ou seja, não prenda aquela vontade de fazer xixi), além de fazer o controle de doenças associadas com Diabetes.12

Como se trata uma infecção urinária?

Em 70% a 80% dos casos a infecção é causada por bactéria Gram negativa (Escherichia coli). 13

Porém, é muito importante identificar o agente e sua sensibilidade ao antibiótico, pois mesmo as E. coli são diferentes, e respondem de forma variável ao medicamento.14 - 15

É importante sempre consultar o médico aos primeiros sintomas

Referências bibliográficas:

1. Kunin Calvin M. Detection, prevention and management of urinary tract infections; 1987. Lea & Feibiger. Philadelphia
2. Berg VB, Johansson SB. Age as a main determinant of renal functional damage in urinary. Tract infection, Arch Dis Child 1983;58:963
3. Bonacorsi S, Lefevre S, Clermont O. Escherichia coli strains causing urinary tract infection in uncircumcised infants resemble urosepsis-like adult strains. J Urol 2005; 173:195-197.
4. Griebling, T. Urologic diseases in America project: trends in resource use for urinary tract infections in women. The Journal of Urology, 2005;173(4), pp.1281–7.
5. Hill, J.B. et al. Acute pyelonephritis in pregnancy. American Family Physician 1990; 42(4), p.1069.
6. Aswani SM, Chandrashekar U, Shivashankara K, Pruthvi B. Clinical profile of urinary tract infections in diabetics and non-diabetics. Australas Med J. 2014 Jan 31;7(1):29-34.Hooton TM, Stamm WE. Diagnosis and treatment of uncomplicated urinary tract infection. Infect Dis Clin North Am 1997; 11:551-81.
8. . FLORES-MIRELES, Ana L. et al. Urinary tract infections: epidemiology, mechanisms of infection and treatment options. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4457377/, acessado em 10/12/2018.
9. Ronald AR, Harding GK. Complicated urinary tract infections. Infect Dis Clin North Am 1997; 11:583-92.
10. NHSN [base de dados internet]. Urinary Tract Infection (UTI). Event for Long-term Care Facilities. 2012 [cited 2016 Nov 22]. Available from: https://www.cdc.gov/nhsn/PDFs/ LTC/LTCF-UTI-protocol_FINAL_8-24-2012.pdf
11. Scholes, D. et al. Risk factors for recurrent urinary tract infection in young women. The Journal of infectious diseases 2000; 182(4), pp.1177–82. Available at: http://www.ncbi. nlm.nih.gov/pubmed/10979915.
12. https://www.einstein.br/noticias/noticia/segurar-xixi-infeccao-urinaria, acessado em 10/12/2018.
13. Kahlmeter, G. An international survey of the antimicrobial susceptibility of pathogens from uncomplicated urinary tract infections: the ECO.SENS Project. J Antimicrob Chemother 2003; 51(1), pp.69–76.
14. Figueiredo JA. Como diagnosticar e tratar a infecção urinária. Rev Bra Med 1989; 46:12
15. Tomioka G. Podgaec S. Barros MS, Fucs M. Lomefloxacina em esquema de dose única de 400mg/dia, por três dias, no tratamento das cistites em ginecologia. Rev Bras Med 1993; 4:1.

*Este conteúdo não reflete a opinião da Sandoz do Brasil – BR1812936334 – Dezembro/2018

Dr. Arthur Roberto Stuart Alves Nogueira - CRM-SP 47.746

Médico Urologista e Cirurgião Geral

Home > Cuidados de A a Z > Infecções > O que é infecção do Trato Urinário?

13/12/2018