Hipertensão Arterial Sistêmica

01/06/2017

O que é hipertensão (pressão alta)?
O coração funciona como uma bomba hidráulica, empurrando o sangue para todos os tecidos. As artérias são os vasos sanguíneos que levam o sangue que é bombeado pelo coração. Em algumas pessoas, as artérias não relaxam adequadamente, e a consequência é o aumento da pressão no seu interior.

Como é medida a pressão arterial?
A pressão arterial é medida de forma simples, com um aparelho chamado esfigmomanômetro, por um médico ou outro profissional de saúde treinado. A leitura da pressão arterial é sempre feita em dois valores, um para a pressão sistólica (ou máxima, que é a pressão no momento em que o coração está contraído) e um para a pressão diastólica (ou mínima, que é a pressão no momento entre um batimento e outro). Por isso dizemos que a pressão é 12 por 8 (12 na máxima e 8 na mínima).

É um problema comum?
Sim. No Mundo, quase 1 bilhão de pessoas são portadores de hipertensão, e esse número está aumentando. Em 2025, é estimado que existam 1,56 bilhão de hipertensos.

Quais são os sintomas da pressão alta?
A hipertensão arterial sistêmica é uma doença silenciosa. Embora muitos pacientes acreditem saber que sua pressão está alta por apresentarem sintomas como cefaleia (dor de cabeça) ou epistaxes (sangramento nasal), na maioria absoluta dos casos essas manifestações não são decorrentes da elevação da pressão arterial. Em situações de hipertensão muito grave, o paciente pode apresentar cefaleia, alteração de nível de consciência (sonolência, coma) e convulsões. Essa situação é uma emergência médica, chamada de encefalopatia hipertensiva. Na maior parte dos pacientes as complicações da hipertensão (insuficiência renal, insuficiência cardíaca, doença vascular) são os primeiros sintomas a se manifestar.

Diagnóstico e tratamento.
Hipertensão é definida como a medida da pressão arterial (repetida, com o paciente em repouso) acima de 14 por 9. O tratamento da hipertensão se baseia em mudanças no estilo de vida (prática de atividade física, dieta para perder peso, dieta pobre em sal) e administração de medicamentos por via oral (anti-hipertensivos).

Referências

• Kearney PM, Whelton M, Reynolds K, Muntner P, Whelton PK, He J: Global burden of hypertension: analysis of worldwide data. Lancet 2005, 365(9455):217-223.
• Diseases & Conditions: high blood pressure (hypertension) - Mayo Clinic. Acessado em 13/03/2015.

*Conteúdo criado por: Dr. Daniel Freire – CRM: 97368-SP
*Este conteúdo não reflete necessariamente a opinião da Sandoz do Brasil
BR1704628501 – Abril/ 2017