Mitos e Verdades sobre a Contracepção

13/06/2017

Mito ou verdade: O uso paralelo de outro medicamento, como antibiótico ou anticonvulsivante, corta o efeito da pílula em uso contínuo?

VERDADE. Alguns medicamentos como antibióticos, incluindo a rifampicina, e anticonvulsivantes, incluindo a fenitoína, podem acelerar a metabolização dos anticoncepcionais. Assim, se você for usar um antibiótico, é conveniente conversar com seu médico para saber se ele interfere com a pílula e, se for o caso, usar um método de barreira, como a camisinha, enquanto durar o tratamento. Se o uso for a longo prazo, é melhor que seja escolhido outro método(1).

O uso prolongado de contracepção oral pode ser prejudicial à saúde da mulher e pode dificultar a engravidar?

MITO. As pílulas são seguras para uso prolongado e até hoje não se demonstrou haver benefício de pausas. Em algumas situações, como por exemplo antes de uma cirurgia eletiva, é interessante parar a pílula para reduzir o risco de trombose. Já em relação à fertilidade, a pílula não tem impacto negativo sobre a chance de engravidar posteriormente(2).

É verdade que o uso de anticoncepcional oral aumenta o risco de trombose?

VERDADE. Na verdade, o uso da pílula combinada (estrógeno + progesterona) aumenta o risco de trombose em qualquer faixa etária, em 3 a 4 vezes. Apesar do aumento relativo ser expressivo, o risco ainda é baixo. Para se ter ideia, o risco de trombose em mulheres que não usam pílula, medido em 100.000 mulheres-ano, é de 20 a 40. Durante o uso da pílula, este risco aumenta para 60 a 100. O risco é tanto maior quanto maior for a dose de estrógeno da pílula, e maiorem mulheres que tenham outros fatores de risco, como idade superior a 35 anos, diabetes, obesidade, imobilização e tabagismo(3).

O uso de anticoncepcionais no geral provoca aumento de peso?

PARCIALMENTE VERDADE. Neste caso, depende do tipo de anticoncepcional. Por exemplo, os anticoncepcionais injetáveis trimestrais costumam causar ganho de peso. Contudo, para oscomprimidos orais de baixa dosagem, não existe evidência que haja ganho significativo de peso. Em relação à retenção de líquido, alguns anticoncepcionais de fato provocam o efeito em algumas mulheres. As pílulas que contém a drospirenona costumam ser neutras nesse aspecto, pois ela tem o efeito de bloquear a ação da aldosterona, que é um hormônio que retém sódio e água(4).

É verdade que a mulher deve dobrar a dose no dia seguinte caso esqueça de tomar a pílula?

PARCIALMENTE VERDADE. Mas aqui vale o alerta: esta regra vale apenas para os contraceptivos que contêm hormônios combinados em sua composição e não se aplica às pílulas de progesterona. No caso das pílulas combinadas, se você se lembrar em até 12h do horário que deveria ter tomado, deve tomar a pílula naquele horário e a próxima no horário certo.

Se lembrar depois de 12h, deve tomar a pílula naquele horário, mesmo que isso signifique tomar duas pílulas, e seguir com a tomada regular nos dias seguintes. É importante lembrar que o esquecimento compromete a eficácia da pílula. Então, no caso de esquecimento por mais de 12h, mesmo quea pílula seja tomada em dobro, é interessante usar um método de barreira (como a camisinha) durante os próximos 7 dias (5).

O anticoncepcional genérico tem efeito reduzido em relação ao referência?

MITO. Medicamentos genéricos são considerados bioequivalentes ao produto de referência, isto é, as concentrações atingidas no sangue após a ingestão dos dois produtos são semelhantes. Assim, não é esperado qualquer redução do efeito ou produção de efeitos colaterais diferentes entre o genérico e o produto de referência(6).

Tomo anticoncepcional referência e vou mudar para o genérico, é verdade que a eficácia vai ficar diminuída e devo usar preservativo até o organismo se adaptar?

MITO. Se você seguir o modo de usar corretamente, o anticoncepcional genérico pode substituir o de referência em qualquer momento, sem que nenhuma perda de eficácia seja esperada.

É verdade que as pílulas combinadas proporcionam benefícios adicionais como controle dos sintomas da tensão pré-menstrual, redução do sangramento vaginal, dentre outros?

VERDADE. Especialmente as pílulas contendo o hormônio drospirenona, que mostraram em estudos clínicos controlados, eficácia em diminuir os sintomas de tensão mentrual. Além disso, a drospirenona tem um efeito de diminuir retenção de sal e água pelo corpo, diminuindo o inchaço que pode acontecer antes da menstruação(7). Outro benefício observado é redução de acne e oleosidade da pele. Finalmente há diminuição do fluxo menstrual, o que pode ser importante em mulheres que têm um fluxo muito intenso, podendo eventualmente causar anemia(8).

Para mulheres em período de amamentação, qual a pílula mais indicada para contracepção?

Desogestrel é a pílula ideal para lactantes. Esta pílula não interfere no aleitamento, na qualidade ou quantidade de leite materno e na saúde, crescimento ou desenvolvimento do bebê(9).

O uso de pílula associado ao tabagismo é prejudicial à saúde?

VERDADE. O risco de uma mulher que usa pílula ter uma trombose venosa aumenta ainda mais se ela for fumante. Na faixa dos 20 anos, o risco de trombose aumenta em 2,5 vezes; na faixa dos 30 anos, aumenta em 3,3 vezes; e na faixa dos 40 anos aumenta em 10 vezes. Assim, em todas as idades, mas especialmente acima dos 30 - 40 anos, a combinação da pílula com cigarro é prejudicial (8).

Referências

1. Faculty of Family P, Reproductive Health Care Clinical Effectiveness U: FFPRHC Guidance (April 2005). Drug interactions withhormonal contraception. The journal of family planning and reproductive health care / Faculty of Family Planning & Reproductive Health Care, Royal College of Obstetricians & Gynaecologists 2005, 31(2):139-151.

2. Borgelt-Hansen L: Oral contraceptives: an update on health benefits and risks. Journal of the American Pharmaceutical Association 2001, 41(6):875-886; quiz 925-876.

3. de Bastos M, Stegeman BH, Rosendaal FR, Van Hylckama Vlieg A, Helmerhorst FM, Stijnen T, Dekkers OM: Combined oral contraceptives: venous thrombosis. The Cochrane database of systematic reviews 2014, 3:CD010813. 4. Beksinska ME, Smit JA, Guidozzi F: Weight Change and Hormonal Contraception: Fact and Fiction. Expert Rev of Obstet Gynecol 2011, 6(1):45-56.

5. Drosperinona 3 mg + Etinilestradiol 0 m-BdMSdBIFL: 2014.

6. Medicamentos Genéricos - ANVISA. Disponível em http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/Anvisa+Portal/Anvisa/Inicio/Medicamentos/ Assunto+de+Interesse/Medicamentos+genericos/Medicamento+Generico

7. Yonkers KA, O´Brien PMS, Eriksson E. Premenstrual syndrome. Lancet 2008; 371: 1200-10.

8. Petitti D. Combination Estrogen-Progestin Oral Contraceptives. N Engl J Med 2003 ; 349 : 1443-50.

9. Kapp N, Curtis K, Nanda K. Progestogen-only contraceptive use among breatfeeding women: a systematic review. Contraception 2010; 82: 17-37.

*Conteúdo criado por: Dr. Daniel Freire – CRM: 97368-SP BR1705639168 – Maio/2017